terça-feira, 1 de junho de 2010

Fusca 1969

Como advogado, seu contratado para resolver os problemas dos outros, como levo a sério minha profissão, acabo me envolvendo com essas questões, perdendo o sono na busca de soluções que satisfaçam as necessidades dos clientes.

Sempre fui apaixonado por automóveis antigos, independentemente de marcas ou modelos, acompanhava o assunto através de revistas e na internet. Precisando de um hobby para extravasar as tensões do dia a dia resolvi que compraria um carro antigo para viajar e participar dos encontros de veículos antigos. Como meu pai sempre fala no Karmann-Ghia que ele teve na década de 1960, carro que tem uma beleza ímpar, agregado ao fato de usar a mecânica Volkswagen, refrigerada a ar, a mesma do bom e confiável Fusca. Apesar de meses de procura, nunca achei um Karmann-Ghia em bom estado de conservação, dentro do meu orçamento.
Foi quando surgiu, em outubro de 2005, a oportunidade de adquirir um Fusca 1969, modelo 1300, em boas condições e com muitos itens originais, inclusive com raro espelho alemão 'raquete de bracinho', exclusivo dos Fuscas 1969, primeira série. Além do raro espelho, o Fusquinha estava equipado com acessórios de época, tais como 'dentadura de baiano', polainas nos paralamas, pé de coluna cromado, L na porta, estribinho nas caixas de ar, friso no 'chapéu da placa'. No interior, bancos com as forrações originais em ótimo estado de conservação, assim como as forrações laterais, apenas a forração do assoalho (passadeiras) tinha sido substituído, sendo que a do 'chiqueirinho' ainda era a original.

O Fusca precisa de cuidados, estava cheio de adesivos nos vidros, carroceria e até mesmo na forração da porta. Como sempre gostei de 'colocar a mão na graxa', já tinha diversão garantia por alguns finais de semana e um desafio, colocar o fusca em ordem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário