sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Carro de amigo (01)

Mais uma série do nosso blog - Carro de Amigo - e para iniciarmos nada melhor que o Puma GTE 1980 do meu amigo Alex F. Zanolla de Passo Fundo/RS. Esse Puma, ano passado, ficou uns dias aqui em casa, quando dei um 'trato' na máquina: troquei o cabo do capô traseiro que estava quebrado, adaptei o dianteiro da Brasília e ficou perfeito; instalei as maçanetas internas das portas; lubrifiquei as canaletas dos vidros, fechaduras; e fiz mais algumas coisa que não lembro.


Nas últimas semanas o Alex iniciou os preparativos para viajar até Florianópolis/SC para o VII Encontro Nacional do Puma que começa amanha e termina domingo (09 e 10 de outubro), trocou os pneus, revisão completa nos freios com troca dos discos, pastilhas, reparos; revisão no motor, etc. Ontem a noite, véspera da viagem, o Alex liga dizendo que quebrou a máquina do vidro e que precisava tirar a maçaneta interna do vidro. Passei umas informações por telefone e sei lá se deu certo. Dias antes, quebrou o cabo do acelerador e novamente tive que ajuda-lo via telefone, instruindo ele a colocar um calcinho de madeira no sistema de acionamento dos carburadores, deixando levemente abertas as borboletas, permitindo que ele fosse a um local seguro para efetuar a troca do cabo. É amigo, o Puma é uma arapuca (hahahaha, brincadeira).


Agora no final da tarde mandei um 'torpedo' perguntando se o Alex estava em "Floripa" com o Puma, a resposta foi: "Claro veio! Veio muito bem, tudo traquilo". Então, aproveita o evento e depois me conta as novidades.
Para finalizar, foto do Alex juntamente com Anísio Campos e o Puma, no pátio do Museu do Automobilismo Brasileiro durante o Encontro das Carreteras em 2007.

Um comentário:

  1. João,

    Fomos muito bem de viagem. Consegui manter uma boa "média de cruzeiro" sem nenhum problema
    mecânico.

    O único problema foi um dia antes a espia do vidro saiu fora da roldana e não teve jeito de colocar no lugar. Deve ter estragado pq foi você que arrumou pra mim, só pode ser isso. rsss...

    Como nada é perfeito, embora nenhum problema no motor tenha aparecido, nem cabo, nem correia, nem aquecimento, durante um passeio pela ilha de florianópolis começou um barulho na suspensão traseira do lado direito. Passando em buraco, ou ondulação grande, sinto uma enorme batida seca. Parado balançando o carro não escuto barulho algum, e na estrada com asfalto bom o carro é inalterado, manteno a boa estabilidade, não joga e não apresenta nada de diferente. Desconfio de alguma borracha do facão tenha estourado. Vamos ver se nosso mecânico Lídio resolve.

    Preciso ir a soledade, para ver se vc conserta o serviço mau feito na máquina do vidro pô!! Esses problemas com mao de obra.... rssss...

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir