terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Restauração do Karmann Ghia 1970 (02)

A restauração do Karmann Ghia não avançou muito nos últimos dias. Mas já consegui uma 'torneira' para o sistema do ar-quente e um pedaço de cabo de afogador do fusca para usar no acionador do Y do sistema de ventilação que estava faltando no lado direito. O cabo ainda precisa ser cortado, pois o tamanho necessário para conectar na 'borboleta' do Y original é de no minimo 26 cm.


Removi um emborrachamento e a ferrugem do painel traseiro. Apliquei convertedor de ferrugem. Vai ser necessário recortar e soldar um remendo no local do gancho de fixação do banco traseiro.


Na frente a noticia é boa, o lado direito tá bem melhor que o esquerdo. Se tudo der certo amanhã eu termino de remover o restante da tinta e massa plástica.



Coleção Verão 2011

Umas gurias vieram aqui na garagem fazer um ensaio fotográfico para divulgar as roupas da coleção verão 2011 de uma loja daqui da cidade. Nem preciso dizer que a atração principal não foram as meninas, muito menos as roupas, mas sim os Fuscas, Lambretta, Bomba de Gasolina, Rádio Semp e as ferramentas. As fotos abaixo são uma pequena amostra, o ensaio completo aqui:



quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Restauração do Karmann Ghia 1970 (01)

Sim, nós temos Karmann Ghia!

Eu sempre sonhei em ter um Karmann Ghia, em especial um modelo 68 ou 69 por causa dos parachoques 'de tubos', lanternas grandes e o interior com aplique de jacaranda.

Essa paixão pelo carro, que nunca tinha entrado, muito menos andado nele, foi graças ao meu pai que sempre conta que teve um Karmann Ghia na juventude. Segundo ele, o dele foi um dos primeiros exemplares a rodar aqui na cidade, o pai não lembra bem, mas acha que foi o segundo ou terceiro Karmann Ghia da cidade.

Quando resolvi comprar um veículo antigo, há uns 5 ou 6 anos, queria comprar um Karmann Ghia 68 ou 69, mas sempre que eu achava um veículo razoavelmente bom para restaurar, o dinheiro não alcançava o preço pedido. Tanto é verdade que acabei comprando o Fusca 69, depois fiz o Fusca 72 com motor 2 litros Pumakit e teto sunrof, também comprei a Lambretta LI 1965 e vontade de comprar um Karmann Ghia foi passando igual a paixão de adolescente.

O tempo passou e o meu amigo Leonardo, lá de Selbach/RS, atualmente morando no Distrito Federal, resolveu vender o seu Karmann Ghia 1970, carroceria n. 20.733. O Leonardo já tinha iniciado a restauração e adquirido uma grande quantidade de peças, mas sei lá porque, acabou dando um tempo e o Karmann Ghia ficou esquecido. Apesar do valor não ter sido nenhuma barbada, consideramos o lote de peças e estado geral do veículo, em sociedade com o meu pai, adquirimos o KG.

Depois dos procedimentos para concretização do negocio (papelada), no ultimo sabado fomos com um caminhão plataforma buscar o Karmann Ghia. Como estou de férias até o dia 03 de janeiro e eu gosto de uma 'ferrugem', resolvi iniciar a restauração, raspando a carroceria.


Iniciei pelo paralama esquerdo, pois pela numeração baixa do chassi (entre 200 e 300), desconfiava que era Karmann Ghia primeira série, com o espelho fixado na paralama, vale lembrar que a VW no inicio de 1970 mudou a segunda letra da numeração do chassi e 'zerou' a numeração. Minhas suspeitas se confirmaram, achei os furos de fixação de espelho retrovisor no paralama e também achei pontos de ferrugem.


O lado esquerdo, no paralama e bico frontal tinham muita massa plástica, sendo necessário o uso de lixadeira e removedor pastoso para remover a tinta e massas. Uma hora cheguei a duvidar que a fábrica usava de 10 a 15 quilos de estanho para corrigir pequenas imperfeições da carroceria e já pensava que era massa plástica. O lado esquerdo tem alguns amassados, de fácil correção com o uso da repuxadora de lataria, mas nenhum reparo grande, o que indica que, pelo menos nesse lado, o Karmann Ghia não sofreu acidente.


No final da tarde de hoje, iniciamos a raspagem no paralama direito, o qual está em melhor estado que o esquerdo, por enquanto encontramos o mínimo de massa plástica. Para retirar os 'bojo' dos fárois dos paralamas foi necessário recorrer ao 'velho truque' de usar a furadeira com uma broca do diametro dos parafusos fixação, fazendo um furo na cabeça do mesmo, pois não tinha jeito de soltar os mesmo que deviam estar lá há mais de 40 anos. 


Mas como nem tudo é perfeito, achamos pontos de ferrugem, no mesmo local onde encontramos no paralama esquerdo.


Se tudo der certo, amanha terminamos o lado dianteiro direito do Karmann Ghia. Ah, quase ia esquecendo, descobrimos durante o serviço de raspagem que a cor 'de fabrica' do KG era o Branco Lotus. Acompanhem o blog, em breve mais informações e fotos da restauração.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O motor vw 2017 cm3 Pumakit

Depois da apresentação do Fusca 72 com motor 2017 cm3 inspirado nos kit de veneno vendidos pela Puma nos anos 70 com o nome de PUMAKIT, chegou a hora de descrever o nosso motor Pumakit. Abaixo algumas fotos e a ficha técnica do motor, suspensão, freios, etc.


MOTOR:

- Bloco original 1500 com prisioneiros finos (08 mm) - Volkswagen;
- Kit de pistões de 90,5 mm - Mahle;
- Virabrequim de 78,4 mm de curso - LEPE;
- Comando W-110 (284º) - Federal Mogul;
- Bielas originais de aço 1050 - Volkswagen;
- Buchas de biela originais - Volkswagen;
- Polia graduada do virabrequim - Empi;
- Buchas de Teflon para pino de pistão - Bugpack;
- Tuchos originais - Volkswagen;
- Varetas de aço - Bugpack;
- Adaptador para filtro de óleo - Sportsystem;
- Regulador de pressão de óleo - Bugpack;
- Parafuso do cárter imantado - Bugpack;
- Motor de partida original - Volkswagen;
- Bronzinas de mancal, bielas e comando - Metal Leve
- Escapamento 4x1 com canos de 1"1/2, união em ordem de explosão, com cano de 2", pirâmide interna, sonda lambda e abafador lateral


CABEÇOTES:
- Cabeçotes com dupla entrada e 08 aletas - Autolinea;
- Válvulas de Opala reduzidas 40 mm na adm. e 35,5 mm no escap. - Chevrolet
- Molas de válvulas duplas - Bugpack;
- Balancins originais - Volkswagen;


ALIMENTAÇÃO:
- Carburadores Solex 40H44IES com coletores de alumínio - Puma Kit
- Bomba de Combustível Mecânica Brosol

IGNIÇÃO:
- Modulo Hall, distribuidor e chicote do Fusca "Itamar" - Volkswagen;
- Bobina do Gol MI - Volkwagen;
- Cabos de vela da Kombi com injeção eletrônica - Bosch
- Velas NGK modelo BPR7ES
- Sistema de Corte de Ignição modelo "3 STEP" - ODG


REFRIGERAÇÃO:
- Sistema de refrigeração com radiador deslocado - Volkswagen;
- Bomba de óleo circulação externa - Schadek;
- Radiador de óleo extra, colméia dupla - Bugpack;
- Ventilador eletrico adaptado ao radiador extra com acionamento no painel


TRANSMISSÃO:
- Caixa de 4 marchas com pinhão e coroa 8 x 31 - Volkswagen;
- Disco com lona HD e platô de 980 lbs - Displatec
- Coxins do câmbio em poliuretano - Scat
- Reforço do chassi para motor/câmbio - Bugpack
- Kit Quick Shift (câmbio jet) - Empi

 
ELÉTRICA:
- Alternador de 51 amperes -
- Bateria de 60 A/H -

INSTRUMENTOS PAINEL:
- Velocímetro com escala até 160 km/h - Volkswagen;
- Contagiros 8.000 rpm de 85 mm - Cronomac;
- Shift Light "caneta" controlado pelo 3Step - ODG;
- Termômetro de óleo - Cronomac;
- Manômetro pressão do óleo - Cronomac;
- Hallmeter - Cronomac;


FREIOS:
- Cilindro mestre de freio de 22 mm do Galaxie/Monza/Kadett - Varga;
- Discos dianteiros originais com Pinças do Santana disco sólido - Volkswagen;
- Tambores na traseira, originais da Brasília - Volkswagen;

SUSPENSÃO DIANTEIRA:
- Quadro de suspensão original VW com kit de catraca Puma;
- Amortecedores de Chevette - Chevrolet
- Pivôs, rolamentos e demais peças originais - Volkswagen;


SUSPENSÃO TRASEIRA:
- Original Volksvagen;

RODAS E PNEUS:
- Rodas de aço, modelo original aro 15 com tala 5,5 e calotas originais - Rodobrás
- Pneus Fate O, medidas 195/60 15

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Fusca 1972, sunroof e motor 2017 cm3 Pumakit

Das minhas 'tranqueiras' ainda faltava apresentar o meu VW Fusca, ano 1972, modelo 1500. Este veículo quando adquiri estava em péssimo estado, era amarelo jamaica.

Esse fusca ficou encostado um tempo, quando então resolvi restaura-lo, mas com um pouco de pimenta. Foi feito um serviço completo de funilaria, tiramos a carroceria de cima do chassi o qual após a realização dos serviços básicos de limpeza, eliminar alguns pontos de ferrugem e pintura, seguiu direto para a oficina mecânica para realizar as modificações mecânicas. Enquanto isso, a carroceria ia sendo restaurada, passando por processo de raspagem, removendo massa plástica, ferrugem, endireitando a lata com uso de martelo de funileiro e a repuxadora de lataria (spotter). A cor escolhida para a pintura foi o Azul Napólis, umas das opções oferecidas pela VW aos compradores do fusca no início da década de 70

Durante a funilaria, optamos por instalar um teto solar, tipo 'sunroof', o que acabou sendo a cereja do bolo da carroceria. No final o Fusca ficou com um ar mais esportivo.

No interior preservamos os bancos com a forração original com as laterais internas com aplique de jacarandá. O painel recebeu contagiros, pressão e temperatura de óleo, hallmeter e velocimentro até 160 km/h, no melhor estilo do Fusca 1600-S. O volante é um walrod dos anos 70.

Para a mecânica resolvemos montar um motor 2017 cm3, inspirados nos pumakit dos anos 70, mudamos a relação da caixa usando pinhão e coroa 8:31, instamos freios a disco na dianteira com pinças do Santana (disco solido), na traseira substituímos os tambores originais pelo modelo usado pela Brasilia/Variant (mais largos), entre outras modificações.

No próximo post, mais informações sobre o motor 2017 cm3 Pumakit e a ficha técnica completa da máquina.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Bennett e Wayne (02)

Contamos aqui no blog a história de como adquirimos duas bombas de gasolina antigas, em péssimo estado de conservação, faltando detalhes, ou seja, 'diversão' garantida na restauração. Mesmo faltando uma 'moldura' ou painel em aço inox, já dá para dizer que a Wayne está restaurada. Segue uma foto 'do antes' e outras imagens da bomba já restaurada:

 
 

A bomba vermelha, a Bennett, já está em restauração, em breve ficará pronta, mas daí é matéria para um proximo post.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

DekaBras - Inauguração Revenda Autorizada DKW

Não é anúncio de época. Por mais estranho que possa parecer a inauguração de uma revenda autorizada de uma montadora de veículos que não existe mais, amanhã (04/12) abre as portas para atendimento ao público em geral e aos aficcionados pelos carros de motores 2 tempos a empresa DekaBras, revenda Autorizada DKW. Mais informações no site: http://www.dekabras.com.br/

NOTA: O Larri informou (vide link comentários) que a inauguração foi adiada, conforme consta no site da empresa. Ficaremos esperando a nova data da abertura da loja.

(clique na imagem para ampliar)

Fotos da III Exposição de Veículos Antigos de Soledade/RS (04)

E chegamos no final desta série de fotos da III Exposição de Veículos Antigos de Soledade/RS a qual foi um sucesso de participação de expositores, público e veículos. Iniciamos os preparativos para a quarta edição em 2011, no momento oportuno divulgaremos a data e demais informações no blog. Fiquem 'ligados', pois em breve poderão ser publicadas fotos de sites parceiros do evento.







quarta-feira, 1 de dezembro de 2010