quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Fatos e Fotos em Soledade/RS (05)

Material da seção Toalha de Retalhos do jornal Folha de Soledade, edição n. 1261 de 07/01/2012:
Com o passar dos anos o centro da cidade vai tomando novas formas e, aos poucos, modificando o retrato original. A praça central, que se chamava Deodoro da Fonseca, trocou para Olmiro Ferreira Porto. Os passeios laterais feitos de mosaico artesanal de cor cinzenta foram trocados por lajotas avermelhadas de argila. Na quadra dos passeios (onde o pessoal caminhava de um lado para outro nos domingos e feriados, após a missa e antes do cinema) o visual mudou muito. O velho prédio do Cine Imperial deu lugar à Galeria que conservou o nome. Depois vinha a loja de confecções de Mario Freitas, a loja de produtos veterinários do Tenente Nelci Bonfiglio, a Farmácia Esplanada, o Banco do Brasil, o Ed. Zarpellon, onde funcionou o Unibanco e a foto do mestre e por último, um cantinho do Café Elite. Ao fundo dá para visualizar o Hospital Beata Gema Galgani, hoje Frei Clemente. O Ponto de Táxi, o Galaxie, o Karman Guia, os Aero Wyllis, a Chevrolet e o Fusca apontam para o final dos anos 60.


Agora o comentário do "dono" do blog: Ao que tudo indica, o Karmann Ghia que aparece na foto (canto esquerdo inferior) é aquele que o meu pai tinha. Nessa época (final da década de 60) só existiam 3 exemplares aqui na cidade, um branco e dois vermelhos (um era do meu pai). Conforme relato do pai, ele deixava estacionado o carro naquele ponto para ir no Café Elite e retirou as calotas pois as vezes trafegava em estrada de chão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário