segunda-feira, 9 de junho de 2014

Chamonix Speedster

Atrasado, mas antes tarde do que nunca. Meu novo 'brinquedo': Chamonix Speedster 99/2000.


Trata-se de uma réplica dos Porsche Speedster produzidos entre 1954 a 1956. A história do Porsche 356 Speedster remonta às origens da marca alemã, como fabricante de automóveis esportivos. Mais exatamente, quando Max Hoffman, o importador da Porsche para os Estados Unidos da América solicitou a criação de uma versão simplificada do já existente modelo 356, de modo a dispor de um modelo competitivo, no emergente mercado de pequenos esportivos europeus, onde então pontuavam marcas como a Triumph, MG e Austin Healey. Outra necessidade imposta na lista de exigências do novo esportivo era a fácil conversão para a competição, de modo a poder alinhar, sem contratempos, nos cada vez mais populares eventos de Road Racing, para carros esportivos.
 
 
O resultado foi um veiculo de linhas puras, com um parabrisas reduzido ao mínimo indispensável e com uma capota de lona pouco mais que formal, destinada a utilizar como recurso e não como norma. Na realidade, nada de grave para um carro cujas vendas se deveriam produzir maioritariamente nas regiões quentes dos EUA. Os motores eram os habituais Flat-4, com cilindradas entre os 1300 e os 1600cc. Entre 1954 e 1956 apenas foram produzidos cerca de 5000 Speedster, um número relativamente escasso que ajudou a criar a aura deste modelo e o converteu num dos mais desejados de todos os Porsche 356.
 
 
A nossa réplica é da empresa Chamonix, considerara uma das melhores réplicas do mundo, reconhecida pela própria Porsche que utiliza os veículos Chamonix em peças publicitárias e recomenda para os seus cliente.
A produção da Chamonix era de, aproximadamente, 100 carros por ano, composta pelo modelos Spyder, Super-90 e Speedster, era voltada para o mercado dos EUA, Europa e Japão, sendo que apenas 01% (um por cento) da produção era destinado ao mercado brasileiro, o que torna o veículo bastante raro no Brasil, especialmente o modelo Speedster, o preferido do mercado externo. Nos EUA os produtos Chamonix eram vendidos com o nome Beck Speedster.
 
 
Estamos procurando outros proprietários de Chamonix Speedster para formar um grupo destinado a troca de informações/literatura, dicas de manutenção, compra e venda de peças.

4 comentários:

  1. Olá João
    Eu sempre gostei deste modelo e já cogitei várias vezes comprar um, mas com 1,84 e 124kg não sei se entro e nunca achei em encontros para tirar esta duvida. Quem sabe nos esbarramos em algum evento e aí poderei ter uma noção melhor...

    ResponderExcluir
  2. Olá André. Eu tenho 1,69 e 60 kg, comigo deu tudo certo até a altura do parabrisa, que é baixo, não atrapalha, tanto que dá pra dirigir na estrada de boné sem risco de perde-lo por causa do vento, mas pessoas entre 1,70 a 1,75/1,80 a moldura do parabrisa deve atrapalhar um pouco a visão, e mais alto que isso é vento direto no rosto.... E ainda tem o inconveniente da altura da capota. Os bancos são estilo concha, esportivos mas confortaveis. Acredito que vou com ele na Expoclassic em Novo Hamburgo em agosto/2014, me procura por lá para experimentar o Speedster. Eu sei que esse modelo Chamonix é bem dificil de achar aqui no Brasil, sei que no RS, SC e PR só tem o meu.

    ResponderExcluir
  3. Olá João. Sei que faz algum tempo mas vc poderia me informar onde conseguiu a lâmina imitando jacaranda do painel do KG 70? Abs João Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá João Carlos... o que estou usando é tipo um curvin 'imitando' jacarandá', atualmente é o melhor que existe no mercado, facil de aplicar e combina com as laterais com o aplique de jacarandá que existe no mercado. O 'jacarandá' do painel comprei com na http://www.tapecariaoartesao.com.br/ .... As laterais foi no www.bunnitu.com.br ... Você tem Karmann Ghia? Temos um cadastro no nosso site, participe!!! Abraço

      Excluir